Deve administrar-se flúor às crianças?

A administração de flúor às crianças tem sido alvo de controvérsia. Face à evidência disponível, e de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, é dada prioridade às aplicações tópicas sob a forma de dentífricos administrados na escovagem dos dentes desde a sua erupção. As gotas anteriormente recomendadas só serão administradas após os 3 anos a crianças de alto risco à cárie dentária. As acções de educação para a saúde devem, prioritariamente, promover a escovagem dos dentes com dentífrico fluoretado.

Fotografia de Mark and Allegra Jaroski-Biava / Flickr

Fotografia de Mark and Allegra Jaroski-Biava / Flickr

Fonte: Ordem dos Médicos Dentista

Quais as causas de alteração da cor dentária numa criança?

A alteração da cor dentária em crianças poderá ter várias causas. Assim, para além das lesões de cárie, também situações traumáticas, perturbações na formação do esmalte e dentina, higiene oral deficiente ou pigmentação extrínseca de origem bacteriana ou alimentar, por exemplo, podem conduzir a este tipo de transtornos.

Fotografia de Javcon117* / Flickr

Fotografia de Javcon117* / Flickr

Fonte: Ordem dos Médicos Dentistas

Como prevenir o aparecimento de cáries precoces na infância?

Várias medidas são importantes na prevenção de lesões de cárie na primeira infância: promover a amamentação materna pelo menos até aos 4-6 meses de idade, colocar apenas leite ou água no biberão e oferecer à criança sobretudo durante o dia e nunca quando esteja a dormir; não colocar líquidos açucarados no biberão nem na chupeta; logo que os primeiros dentem erupcionem, promover a sua higiene com uma gaze, dedeira ou escova macia, idealmente após as refeições.

Fotografia de Spider.Dog / Flickr

Fotografia de Spider.Dog / Flickr

Fonte: Ordem dos Médicos Dentistas